quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Será que são marcas satânicas mesmo?

Por Carlos Chagas

Gostaria de agradecer primeiramente ao seguidor do blog, o Sr. Soares, por me mandar tal artigo por email. Após lê-lo percebi (assim como muitos) que tais conversas sobre a Coca-Cola, Hello Kitty e outros não passou de nada mais que "conversas fiadas" para aquisição de vantagens comerciais.

É fato que muitas pessoas fazem pactos satânicos acreditando que o sucesso pode vir. O problema está em achar que Satanás tem poder divino de controlar o mundo. Sabe-se que nada acontece sem a permissão divina e, sendo assim, por que acreditar que Satanás é o Todo-Poderoso? Tudo bem que ele tem certo poder, todavia acreditar que o mal é mais poderoso que o bem isso é demais.

Mais abaixo segue o email recebido por mim juntamente com o link para a postagem original. Leiam e meditem nas coisas que escutamos todos os dias nas nossas jornadas de vida.

Posted: 21 Feb 2011 07:01 PM PST


Por Neiva Brum Teixeira Gomes

Antes de ir fazer missão nos E.U.A., eu acreditava em muita coisa que armavam de colagens e inventavam, a respeito da Procter&Glamber, Coca-Cola, Walt Disney, e ao chegar lá descobri que tudo não passava de uma grande armação de concorrentes desonestos para vender mais. Por exemplo, me mostraram quando eu era mais nova que o dono da Procter&Glamber era satanista e até me mostraram recorte de jornal. Moral da História, o cara é de New Jersey, é cristão e sustenta muitos missionários no mundo todo. A fórmula da Coca-Cola, por exemplo, foi criada por um Metodista e a sociedade de mulheres da Igreja Metodista nos Estados Unidos detêm uma parte das ações e ajudam a sustentar missionários, e quando elas descobriram que a Coca-Cola do Brasil criou uma cerveja, a Kaiser, elas deram a eles meses para venderem, desfazer a marca ou passariam a representar Coca-Cola no Brasil diretamente. Eles tiveram que vender rapidinho.

Walt Disney, antes de morrer, vendeu muitas ações do parque, e seus personagens, e acredite, para a Igreja Batista do Sul, a segunda maior Igreja americana, que ainda é detentora de 35 por cento das ações. No ano de 1985, os gays americanos (que fazem a maior passeata gay do mundo que duram 3 dias a cada ano), resolveram pedir para fechar o parque por 3 dias para que a passeata fosse lá na Disney da Flórida.  A Igreja Batista do Sul juntou com outros acionistas, que eram católicos tradicionais, e formaram maioria e não permitiram. A partir daí, os gays começaram a avacalhar, por pura retaliação a Disney, insinuando que houvesse mensagens subliminares nos desenhos da Disney com apologia à pornografia. 

Em tempo, a Hello Kitty não é uma boneca sem boca que uma mulher americana que teve uma filha sem boca consagrou ao diabo, antes, trata-se de uma boneca estritamente japonesa, e os gatos lá, tanto como na China, são animais que, segundo se diz, traz saúde, paz e dinheiro, e tem uma turminha de gatos da qual a Hello Kitty faz parte.




* Trecho da resposta dada por Neiva Brum Teixeira Gomes, missionária metodista brasileira nos EUA, à uma amiga pelo orkut, depois que esta lhe enviou um vídeo que relacionava tais marcas e personagens ao Satanismo.

Artigo retirado de:  http://www.hermesfernandes.com/2011/02/sobre-produtos-e-marcas-envolvidas-com.html

2 comentários:

  1. Olá Carlos,

    Grata surpresa encontrar um artigo extraído do meu blog aqui. A propósito, parabéns pela iniciativa e conteúdo do blog. Já o estou seguindo.

    Aproveito para lhe convidar a conhecer o meu blog, e se desejar segui-lo, será uma honra.

    www.hermesfernandes.com

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Prezado Hermes;

    Sobre seus elogios a recíproca é verdadeira.

    Estou seguindo seu blog também.

    Abração

    CHAGAS

    ResponderExcluir

Não esqueça de comentar esta postagem. Sua opinião é muito importante!

Compartilhe no Facebook

Você acha que mereço um voto? Então clique na imagem.

Central Blogs